As 5 melhores técnicas de estudo

Estudar é algo que temos que enfrentar no dia a dia e muitas vezes fica difícil, mas não desanime, vá com calma e aproveite o processo de estudo.

As 5 melhores técnicas de estudo

Neste artigo você encontrará 5 técnicas para aproveitar ao máximo suas horas de estudo. Lembre-se de que cada pessoa é diferente e uma forma diferente de estudar é mais eficaz. Portanto, aconselhamos você a ler em que consiste cada método de estudo e selecionar o que melhor se adequa a você. Claro, você pode combinar todas essas técnicas ou utilizá-las dependendo do assunto que você tem que aprender, sempre buscando o máximo de eficácia nos estudos.

O que são habilidades de estudo?

Técnicas de estudo ou estratégias de estudo são diferentes estratégias e procedimentos relacionados à aprendizagem. Por meio desse conjunto de métodos, busca-se otimizar o esforço e o desempenho no estudo.

Importância das técnicas de estudo

As técnicas de estudo permitirão que você:

-Melhorar suas conquistas.

-Poder memorização de dados e raciocínio.

-Melhorar o nível de concentração, atenção e organização.

-Organizar e ver claros os objetivos de médio e longo prazo.

-Ordenar trabalhos, priorizar e aproveitar da melhor forma os recursos disponíveis.

-Desenvolver novos métodos e formas de enfrentar o conhecimento futuro.

Quais são as melhores técnicas de estudo?

A seguir, explicaremos as 5 melhores técnicas de estudo para ajudá-lo a aprender a estudar e conhecer as diretrizes que você deve seguir no processo de estudo.

1-O "EFEITO DE TESTE"

O efeito de teste é uma técnica na qual você deve trabalhar a partir da prática em vez da teoria. Avaliar o conteúdo que você está estudando pode beneficiar significativamente sua memória de longo prazo. Isto significa que, após o estudo, deverá realizar uma autoavaliação dos tópicos lidos (dependendo da matéria poderá realizar provas, exercícios ou simulados). Estudar dessa maneira aumenta a retenção de informações em seu cérebro e você aprende mais rápido.

Depois de completar a autoavaliação, você pode corrigi-la comparando-a com seu material de estudo. Descobrir se suas respostas estão corretas ou erradas logo depois de responder irá disparar um impulso adicional de memória graças ao "feedback imediato".

Você pode realizar essas etapas quantas vezes achar necessário (estudo-autoavaliação-autocorreção).

2-PRÁTICA DISTRIBUÍDA

Geralmente começamos a estudar alguns dias antes do exame, quando a pressão se aproxima e somos obrigados a fazê-lo. Mas deixar para o último minuto apenas aumenta o nervosismo e diminui a eficácia do estudo.

Aconselhamos você a distribuir e espaçar os tópicos de estudo antes de seu exame. Se você fizer e assimilar um pouco a cada dia, os conteúdos em sua memória serão reafirmados e sua confiança aumentará. Para implementar esta técnica, agende o período de estudos em sua agenda, distribuindo os conteúdos.

Por exemplo, você pode marcar em seu calendário que às terças e quintas-feiras, você estuda 60 minutos em um tópico e segunda e quarta-feira em outro tópico. Crie seu próprio sistema! Não se esqueça de que a repetição fortalecerá os conceitos em sua memória.

3-PREPARAR PERGUNTAS

Aprender a perguntar é tão importante quanto aprender a responder. Fazer perguntas irá ajudá-lo a compreender os textos e a criar respostas pessoais, estimulando a sua memória de uma forma mais pessoal.

A chave para essa técnica é fazer a si mesmo perguntas durante a leitura, procurar o porquê das coisas: O que acontece? Quando acontece? Por que (causa)? Que consequências causa? Pense que "A melhor resposta vem depois de fazer a melhor pergunta." Quanto mais pessoal for a pergunta, mais a resposta se ajustará ao seu entendimento e mais rápido você memorizará o que estudou.

Lembre-se, o segredo é fazer perguntas a si mesmo e buscar as respostas, agilizando o processo de compreensão e memorização. Se você se perguntou e soube responder, você não vai esquecer.

4-SUJEITOS DE INTERCÂMBIO

A técnica de intercalar disciplinas refere-se ao estudo de duas ou mais disciplinas que se relacionam ou se complementam, por exemplo, física, matemática e química. A alternância de assuntos torna necessário relembrar continuamente o conteúdo que passou para a memória de longo prazo, o que favorece a memorização desse conteúdo.

Ao intercalar diferentes conteúdos em uma mesma sessão de estudo, você será capaz de se lembrar melhor do assunto, reter a informação melhor e por mais tempo e ser mais preciso a médio e longo prazo. Além disso, aumentará sua capacidade de raciocínio, compreensão e retenção, favorecendo sua agilidade mental.

Aconselhamos que comece com a prática distribuída e depois acrescente outro programa da mesma disciplina ou outra disciplina que tende a estimular a criatividade entre os dois e complementar o que já conhece.

5-AUTO-EXPLICAÇÃO

A técnica de autoexplicação consiste em explicar a si mesmo e com nossas próprias palavras o que acabamos de ler, relacionando-o com conceitos já aprendidos. Se você consegue explicar o conteúdo programático do seu jeito, consegue entender e integrar bem o que lê.

Essa técnica o ajudará a aumentar o raciocínio criativo e permitirá que você aprenda e retenha informações com mais facilidade a longo prazo. Além disso, ao relacionar os conceitos já aprendidos com os novos, você criará estruturas conceituais mais complexas, mas ao mesmo tempo mais sólidas.

Se você tem um parceiro de estudo, depois de ler um tópico, ele pode explicar com suas palavras o que entendeu um ao outro e discutir o que leu. Brainstorming e raciocínio em voz alta irão ajudá-lo a aprender e memorizar mais rápido.

What's Your Reaction?

like
0
dislike
0
love
0
funny
0
angry
0
sad
0
wow
0